quinta-feira, 15 de março de 2018

Câmara do Crato debate transporte alternativo

A questão dos transportes alternativos do municipio do Crato foi discutido ontem (terça-feira, 13), pelos vereadores da Câmara Municipal. O presidente da associação dos transportes do Barro Branco "Chico de Binda" pediu que fosse vetada a vinda de uma empresa de Barbalha para fazer o transporte do conjunto Filemon Limaverde. A maioria dos vereadores concordou com a proposta afirmando que seria uma perda para a cidade. A discussão gerou polêmica. O vereador Amadeu de Freitas (PT) chegou a afirmar que a vinda de uma empresa barbalhense seria por conta de falhas na frota cratense. O coordenador dos transportes públicos do Crato Erivalton Freire esclareceu que a empresa cujo dono é barbalhense apenas iria dividir a frota já que, segundo ele, a associação do Sr. "Chico de Binda" não estaria atendendo a população da forma devida.
O vereador Bebeto Anastácio (PODEMOS) afirmou que o projeto de regulamentação dos transportes tramita na casa desde 2014 e precisa ser aprovado o quanto antes. Segundo ele a Lei que se pretende criar no municipio tem por base uma Lei estadual.
Nesta manhã também foi aprovado um requerimento dos vereadores Florisval Coriolano (PRTB) e Pedro Lobo (PT) que solicita a doação de um terreno para a Associação Sport club cratense para a construção de sua sede própria.
A sessão desta terça ainda contou com a presença do presidente da associação dos criadores da Região do Cariri Antônio Almeida que informou da nova direção da associação e pediu apoio aos vereadores para a implementação de uma feira semanal de bovinos no parque de exposições com o intuito de valorizar os agropecuaristas locais.
Com o fim dos debates a sessão foi encerrada. Os trabalhos foram presididos pelo vereador Florisval Coriolano (PRTB).

Nenhum comentário:

Postar um comentário