sábado, 14 de abril de 2018

Geopolítica: O que está realmente acontecendo na Síria?







A Terceira Guerra Mundial pode ter começado nesta noite, com o ataque de Estados Unidos, França e Inglaterra contra a Síria, um país já destruído por uma intervenção do Ocidente, que matou 450 mil pessoas e deixou 10 milhões de refugiados. De acordo com o site RT, o embaixador da Rússia em Washington anunciou que o ataque contra a Síria não ficará sem resposta. "As ações empreendidas hoje na Síria terão consequências, e a responsabilidade total recai sobre os Estados Unidos, o Reino Unido e a França, disse o embaixador russo nos Estados Unidos", Anatoly Antonov, em um comunicado após o ataque.
"As piores apreensões se tornaram realidade. Nossos alertas não foram ouvidos. Um cenário premeditado está sendo implementado. Novamente, estamos sendo ameaçados. Advertimos que tais ações não serão deixadas sem consequências", disse Antonov na sexta-feira. 
"Toda a responsabilidade cabe a Washington, Londres e Paris", disse o diplomata.
Na noite de sexta-feira, Trump disse um ataque estava em andamento, em resposta ao suposto ataque químico em Douma, que Damasco e Moscou negam. 
Os analistas estão intrigados com a lógica da decisão de Trump de enfrentar o "assassino Assad" com chuva de explosivos na Síria, matando sírios.
As cidades de Damasco, Homs, uma instalação de pesquisa em Barzeh foram supostamente atacadas durante as operações militares dos EUA, Reino Unido e França.
Assista ao vídeo com a jornalista Lúcia Issa, falando sobre a situação da Síria.
- Especial do site Brasil 247. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário