sábado, 14 de abril de 2018

Mulheres são maioria em apenas dois dos 35 partidos brasileiros

Os dados mais recentes da Justiça Eleitoral mostram que o País tem, no total, 16,7 milhões de filiados a partidos. Desses, 44% são mulheres, ou seja, cerca de 7,4 milhões dos filiados. A conta parece equilibrada, mas quando se separa por agremiações, somente dois dos 35 partidos têm mais de 50% de filiados mulheres: o Partido da Mulher Brasileira (PMB) e o Partido Republicano Brasileiro (PRB).
Tais dados da Justiça Eleitoral são de março de 2018 e ainda não refletem o quadro que estará presente nas eleições em outubro, uma vez que os partidos têm até esta sexta-feira para entregar suas listas de filiados atualizadas. A filiação partidária é um dos requisitos para o registro de candidaturas a cargos eletivos.
Para tentar mudar o quadro de baixa representação de brasileiras na política ainda este ano, a revista Azmina lançou a campanha #SejaALíderQueTeRepresenta. O objetivo é encorajar e estimular mulheres a debaterem política.
O objetivo central da campanha é o de despertar nas eleitoras a ambição de pertencer à política institucional, integrando partidos e candidaturas políticas.
Pesquisadores ouvidos pela DW Brasil apontam que as mulheres foram e são desestimuladas, em diferentes níveis, a participar da vida política do País. Além disso, independentemente do gênero, há uma quantidade importante de passos a serem percorridos entre o surgimento da ambição política, passando pelo “considerar se candidatar”, e a candidatura efetiva de fato.
- no Ceará Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário