quarta-feira, 16 de maio de 2018

Cariri terá 167 km de estradas pavimentadas


Dez cidades do Cariri serão atendidas com a pavimentação e recuperação de 190 quilômetros de estradas, por meio do Programa Ceará de Ponta a Ponta, que também comporta obras para duplicação de vias. Prefeitos e secretários de Infraestrutura mantêm a expectativa de que as novas rodovias possam fomentar a economia e o turismo locais.

A nova etapa do programa vai possibilitar intervenções em 690 quilômetros de estradas em todo o Estado, conforme anúncio do Governo. Na região do Cariri, 167 km de estradas serão pavimentados, enquanto um trecho de 23 km, localizado na zona rural de Brejo Santo, será recuperado. A maior extensão entre as cidades caririenses liga os municípios de Jardim e Penaforte, com 31,9 km. “Vai aumentar o fluxo de veículos e isso é bom para a economia do Município”, avalia o secretário municipal de Obras e Urbanismo de Jardim, Urias Cavalcante.

Em Farias Brito, o processo licitatório realizado na última sexta-feira (11) foi a primeira etapa para a construção de uma avenida com 7 km de extensão. Segundo o secretário municipal de Infraestrutura, Cícero Edno de Oliveira, a via irá desafogar o trânsito nas principais ruas da cidade, especialmente o tráfego de veículos pesados que passam por Farias Brito.

Além de Farias Brito, Jardim e Penaforte serão beneficiadas Aurora, Brejo Santo, Campos Sales, Caririaçu, Mauriti, Palestina, Porteiras e Várzea Alegre. Nesta última cidade, o trecho tem dividido a atenção entre vereadores de situa- ção e oposição, assim como a Prefeitura, que reivindicam para si a autoria das reivindicações para melhoria do sistema de rodovias que passa pela cidade.

De acordo com o governador Camilo Santana, as estradas são reivindicações de longo tempo, feitas por prefeitos e parlamentares das cidades que serão atendidas. “Agora, nós vamos unir esses municípios pelas estradas e desviar o fluxo de trânsito por dentro da cidade”.

As ações de recuperação e ampliação da malha viária também visam a redução dos índices de acidentes nas rodovias estaduais, escoamento da produção e acesso a serviços de saúde e educação para populações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário