Ceará apresenta redução no número de homicídios


O Ceará apresentou redução no número de homicídios pela primeira vez em mais de um ano. Em abril, os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) ficaram 2,6% abaixo do total do mesmo mês do ano passado. Embora discreta, a redução é a primeira no Estado desde fevereiro de 2017. No acumulado dos primeiros quatro meses do ano, todavia, a alta nos homicídios é de 20,1% (veja detalhes no quadro).

As maiores reduções foram em Fortaleza e na área Interior Sul. Em abril, o Ceará registrou 368 assassinatos. Em 2017, o número no mesmo mês foi de 378.  
Na Capital, os dados apresentaram redução de 14,9% se comparados ao mesmo período do ano passado. No entanto, na Região Metropolitana (RMF) houve aumento de de 33,3%, um salto de 78 para 104 casos. 
A leve redução nos números do último mês se dá pela primeira vez após significativo aumento de CVLIs. No ano passado, o número de homicídios foi 50% maior que o do ano anterior. André Costa, titular da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) atribui a melhora do índice às ocupações, na Capital, de territórios comandados pelo tráfico. Ele cita principalmente as comunidades da Babilônia, do Gereba, do Jatagá, da Alameda das Palmeiras. Conforme a pasta, são dez áreas ocupadas. 
Sobre o aumento de assassinatos na RMF, André Costa aponta ter havido migração de criminosos. “É natural quando a gente faz uma ação com mais intensidade em determinados territórios: alguns vão fugir para outras áreas, outros serão presos, mas, um dia são soltos e precisam se instalar em algum local. Então, o próximo passo é ampliar esse trabalho que tem sido feito na  Capital para levar à Região Metropolitana e Interior”. 
Ainda conforme o secretário, áreas para reforço policial na Região Metropolitana de Fortaleza já estão sendo estudadas. Além da RMF, o Interior Norte também teve aumento, de 7,7%, de 70 para 75 homicídios. Já no Interior Sul o número de CVLIs diminuiu 22,5%, de 89 para 69. 
- no Jornal O Povo

COMPARTILHAR:
← Anterior Proxima  → Página inicial

Nenhum comentário:

Postar um comentário