LightBlog

Gestores do PDT no Cariri patinam nas administrações



O presidente do PDT no Ceará deputado federal André Figueiredo está precisando dar uma passada urgente em algumas cidades do Cariri administradas por políticos filiados ao partido de Leonel Brizola.
Mais ainda,  o PDT cearense está precisando mandar  dar um pito em alguns desses prefeitos.

O primeiro caso é o prefeito Edmilson Leite de Caririaçu filiado ao PDT que não quer atender as reivindicações dos servidores públicos do município. Mais ainda sequer concorda em conceder um reajuste aos servidores de 2,5% querendo pagar esse percentual em duas parcelas sendo a primeira agora e a segunda em janeiro de 2019. Edmilson não tem conseguido ter uma boa relação com os servidores.

O segundo caso  é Jati onde a prefeita  da cidade filiada ao PDT vem sendo investigada pelo Ministério Público  por nepotismo cruzado, que beneficia o grupo político da prefeita e familiares dela e de vereadores.

O jornalista Madson Vagner apontou em seu blog:

Casos como a esposa do vereador Cícero Diniz, a senhora Iranida Moraes, que ocupa cargo de secretária executiva da Secretaria de Educação, continuam desafiando o MP, que, segundo a oposição, faz vista grossa com a situação. Cícero Diniz é sobrinho da prefeita Neta e parece não ter limite de uso, quando o assunto é se beneficiar. Denúncias apontam que até seu filho, estudante em Serra Talhada (PE), recebe ajuda de R$ 200 reais da Prefeitura para o deslocamento. “

Por fim, em Milagres, onde o prefeito Lielson Landim (PDT) eleito para cuidar da cidade dos devastadores anos de Helosmann Sampaio não vem dando as respostas que a população e os servidores que o elegeram exigem. Um fato chama a atenção foi a forma como o prefeito impôs que sua bancada na Câmara Municipal aprovasse o reajuste de 3% aos professores, lembrando que o conjunto dos educadores eram contrários a esse reajuste pois o pedido ao prefeito era maior que preferiu desconhecer a proposta dos servidores e impor sua ideia. Isso causou tumulto na sessão que aprovou o reajuste, e os servidores acusaram um vereador de ameaçar professores.

Além disso, o prefeito de Mauriti Mano  Morais não vem cumprindo atendendo os servidores que reclamam que o prefeito recuou na aprovação do Plano de Cargos e Carreira da categoria, o chamado PCCR.

Em uma ano eleitoral, o PDT que tem um forte nome na disputa presidencial não pode se dar ao luxo de ter tantos prefeitos em verdadeiro pé-de-guerra com servidores ou praticando nepotismo. Pega mal para o partido.

A direção do PDT no Ceará tem que ficar de olho nesses prefeitos  e se inteirar do que realmente acontece e pedir resoluções rápidas e amigáveis para essas questões. E tudo dentro da lei, óbvio.


Share on Google Plus

About leiasempre

Leia Sempre

0 comentários:

Postar um comentário