LightBlog

Instituto de Apoio à Criança com Câncer pede apoio da população do Cariri


Tudo começou ainda no ano de 2002, com visitas semanais à enfermaria oncológica. Por meio delas, a aproximação criada pelos laços de amizade despertou a atenção quanto às necessidades existentes. Foi assim que, no ano de 2010, surgiu o Instituto de Apoio à Criança com Câncer, voltado para acolhimento de crianças em tratamento de câncer e seus familiares. De lá para cá, mais de 100 famílias já foram beneficiadas.

No momento, mais de 50 estão sendo atendidas, graças ao apoio de voluntários e pessoas que apoiam a causa. Atualmente, mais de 20 projetos voltados à comunidade são desenvolvidos com o apoio de diferentes profissionais. Todos eles são estritamente voltados às crianças e suas famílias”, explicou Fátima Regina, diretora do IACC. Entre os projetos estão visitas aos lares para conhecer a realidade das famílias assistidas e ajudar em possíveis demandas, como em remédios, alimentação hospedagem e transporte.

Além disso, as mães recebem capacitação profissional, tanto voltada para complemento de renda, já que muitas deixam de trabalhar para cuidar dos filhos, como para a melhora de sua autoestima.

De acordo com Danilo Campos, gerente de projetos do IACC, qualquer pessoa pode contribuir com a causa. Para aumentar o raio de parceiros, ligações estão sendo feitas para moradores do Cariri, para que conheçam mais sobre o projeto, as ações e os serviços que são oferecidos. Os interessados podem contribuir mensalmente com valores de R$ 10 ou, conforme suas condições, maiores valores.

É possível, até mesmo, contribuir através do imposto de renda. Tanto pessoas físicas como jurídicas participaram do movimento.

Unidade de atendimento

Um dos principais projetos é o de uma unidade de atendimento que propicie serviços complementares à criança com câncer. O diagnóstico precoce garante um tratamento mais rápido, o que aumenta as chances de cura.

-no Jornal do Cariri

Share on Google Plus

About leiasempre

Leia Sempre

0 comentários:

Postar um comentário