segunda-feira, 14 de maio de 2018

Pesquisa CNT/MDA: confirma péssima avaliação do governo Temer





Os resultados da 136ª Pesquisa CNT/MDA mostram manutenção da percepção negativa sobre o governo Michel Temer, tanto para a avaliação de seu governo quanto em relação à sua aprovação pessoal, indicando uma situação eleitoral irreversível.
O pessimismo da população em relação a geração de empregos, renda mensal, saúde, educação e segurança para os próximos seis meses apresenta aumento em relação à última pesquisa.
A intenção de voto para a eleição presidencial em 2018 sinaliza manutenção da liderança do ex-presidente Lula no cenário de primeiro turno e em todas as simulações de segundo turno. Para as simulações de primeiro turno que excluem o ex-presidente da relação de candidatos, Jair Bolsonaro lidera, com a segunda colocação sendo disputada por Marina Silva e Ciro Gomes.
Nas simulações de segundo turno sem o ex-presidente Lula, Jair Bolsonaro empata tecnicamente com Marina Silva e Ciro Gomes, vencendo os demais candidatos.
Nota-se elevado percentual de votos brancos, nulos e indecisos, em especial nos cenários sem o ex-presidente, indicando que o eleitor ainda está em busca de algum nome que mereça o seu voto. As características mais importantes para a escolha do candidato são honestidade, apresentação de propostas novas para o Brasil e sua trajetória política.
Em relação à Justiça, observa-se avaliação predominantemente negativa, com baixo grau de confiança e percepção forte de que não atua de forma igual para todas as pessoas.
A maioria da população utiliza de forma frequente a internet para leitura de notícias. Para esse grupo, a maior parcela desconfia de parte das informações que recebe e costuma checar a veracidade.

CARACTERÍSTICAS DO CANDIDATO
• Para 65,6% dos entrevistados, a honestidade do candidato a presidente da República será o principal fator levado em consideração; 47,7% considerarão novas propostas para o Brasil; 26,4%, a trajetória de vida; 12,1% considerarão se o candidato é novo no meio político; 5,9% o partido político ao qual o candidato pertence; 3,4% se ele é do meio empresarial.

CONDENAÇÃO DO EX-PRESIDENTE LULA
• 51,0% consideram que a prisão do ex-presidente Lula é justa.
• 49,9% não acreditam que o ex-presidente Lula disputará as eleições, após ter sido condenado na 2ª instância, enquanto que 40,8% acreditam que o ex-presidente Lula disputará as eleições, mesmo após ter sido condenado na 2ª instância.

CONFIANÇA NAS INSTITUIÇÕES
• A instituição mais confiável, segundo os entrevistados, é a Igreja (40,1%). Em seguida, aparecem: Forças Armadas (16,2%), Justiça (8,6%), Imprensa (5,0%), Polícia (4,0%), Governo Federal (2,2%), Congresso Nacional (0,6%) e Partidos Políticos (0,2%).

FAKE NEWS E INFORMAÇÕES
• 49,0% dos entrevistados afirmam utilizar internet (redes sociais, portais ou aplicativos de mensagem, como o WhatsApp) todos os dias para ver notícias; 9,1% utilizam a rede vários dias por semana; 6,1%, poucas vezes por mês; 7,2% raramente. 28,6% não fazem uso da rede mundial de computadores para se informarem.
• Quanto aos assuntos sobre os quais os entrevistados mais se informam, 42,5% citam entretenimento/novela/variedades; 28,2% destacam política; 20,6% esporte; 15,0% economia/finanças; 12,4% educação/trabalho; 11,2% cidades; 10,6% saúde; 3,7% viagens/turismo.
• 81,4% afirmam acreditar em algumas e desconfiar de outras notícias que veem na internet. 4,5% dizem crer em todas as informações, enquanto o restante (13,8%) diz não acreditar em qualquer notícia.
• Quando ficam em dúvida sobre a veracidade de alguma notícia que veem na internet, 31,5% dizem que têm o costume de sempre verificarem se a informação é verdadeira. 45,4% verificam somente algumas vezes e 22,7% dizem que não têm esse costume.
• 68,2% já ouviram falar sobre a existência de notícias falsas, as chamadas fake news.

COPA DO MUNDO
• 42,0% não estão interessados na Copa do Mundo da Rússia. 27,0% estão muito interessados e 30,7% estão pouco interessados.
• 63,9% têm intenção de acompanhar os jogos da Copa do Mundo.
• O principal meio pelo qual os entrevistados pretendem acompanhar os jogos da Copa do Mundo é a TV (96,8%). Em seguida, aparecem internet (1,7%), rádio (0,3%) e jornal (0,1%).
• As seleções favoritas para o título da Copa do Mundo são, na opinião dos entrevistados, Brasil (51,9%), Alemanha (8,1%), Argentina (1,3%), Espanha (1,0%) e França (0,9%).
- no Brasil 247

Nenhum comentário:

Postar um comentário