terça-feira, 19 de junho de 2018

Ceará tem 69 mil autuações e 2,9 prisões em estradas estaduais em 10 anos de Lei Seca


A orientação dos órgãos de trânsito "se for dirigir, não beba" se tornou cada vez mais frequente desde que passou a vigorar a Lei 11.705, conhecida como Lei Seca, em 2008. Mas apesar da norma, que completa 10 anos, o Ceará registrou mais de 69 mil (69.257) autuações com base na lei nas rodovias estaduais, segundo dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Um total de 2.825 motoristas foram presos em flagrante por dirigir sob efeito de álcool.

Apesar do elevado índice, o Ceará teve queda no número de ocorrências nos últimos anos. Em 2016, por exemplo, foram 8.848 infrações, contra 5.006 em 2017. Neste ano, 1.365 motoristas foram autuados na Lei Seca.

Um levantamento por meio da Lei de Acesso à Informação, somou mais de 1,7 milhão de autuações com crescimento contínuo desde 2008 em todo país. Pelo menos 118 mil foram encaminhados a uma delegacia por crime de trânsito.

 

Rodovias Federais

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou os dados de autuações na Lei Seca desde 2013. Conforme o órgão, 3.827 motoristas foram multados por dirigir depois de ingerir álcool. Outros 2.187 condutores foram autuados por se recusar a fazer o teste do bafômetro.

A PRF contabilizou 794 acidentes tendo como causa o consumo de bebida alcoólica entre 2013 e 2017. Um total de 93 pessoas morreram e outras 850 ficaram feridas em decorrências das colisões.

O álcool é a segunda maior causa de mortes no trânsito no Brasil, afirma a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet). O primeiro deles é a velocidade acima do permitido.

- no G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário