LightBlog

“NÃO SABEMOS QUANTO SERÁ O METRO CÚBICO DA ÁGUA”, DIZ DEPUTADO RAIMUNDO MATOS


O presidente da Comissão Externa da Câmara Federal que acompanha as obras de Transposição do Rio São Francisco, deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE), lamentou a inexistência de estudos aprofundados sobre a gestão e o custo da água.

“Hoje, nós não sabemos quanto será o metro cúbico da água”, afirmou o parlamentar, durante o 2º Seminário Água Innovation, que aconteceu quarta e quinta-feira na sede da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec).
Segundo Raimundo Matos, sequer está definido o modelo de gestão. O parlamentar afirmou que poderá ser a Codevasf, diretamente, ou através de uma Parceria Público-Privada. Na próxima semana, informa o presidente da Comissão do São Francisco, o assunto será debatido em reunião com o Ministério do Planejamento.

O deputado cearense também chamou a atenção para o aporte financeiro que os estados beneficiados com a transposição precisam fazer para custear a água em seus municípios. “Campina Grande, na Paraíba, está recebendo água a custo zero, mas a partir de janeiro vai ser cobrado”, exemplificou Raimundo Matos.

Coordenado pelo presidente da Comissão Especial de Acompanhamento das Obras do Rio São Francisco da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, deputado Carlos Matos, o Água Innovation trouxe a Fortaleza especialistas locais, nacionais e internacionais, que debateram soluções e inovações para a segurança hídrica.

- no Ceará News 7

Share on Google Plus

About leiasempre

Leia Sempre

0 comentários:

Postar um comentário