LightBlog

PETROLEIROS OCUPAM A CÂMARA CONTRA PROJETO NO QUAL PETROBRAS ABRE MÃO DO PRÉ-SAL


Petroleiros de vários estados ocuparam a Câmara nesta terça em uma força-tarefa organizada pela FUP para impedir a votação do Projeto de Lei que autoriza a Petrobrás a abrir mão de 70% das reservas de petróleo da Cessão Onerosa do pré-sal. Os petroleiros percorreram gabinetes das lideranças parlamentares, alertando os deputados sobre os prejuízos que o projeto, de autoria do deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA), causará à Petrobrás e ao País.
A FUP lembra que, sem qualquer debate com a sociedade brasileira e sem passar pelas comissões da Câmara, os deputados aprovaram às pressas requerimento de urgência urgentíssima para que o PL 8939/17 seja votado a toque de caixa. Nesta terça, o projeto foi colocado em discussão no plenário pelo presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM/RJ), que, até às 19h40, não havia obtido quórum para votação.
Os dirigentes da FUP denunciaram a presença em massa no plenário de lobistas das multinacionais petrolíferas, que estão de olho nas reservas do pré-sal operadas pela Petrobrás através do regime especial de Cessão Onerosa, garantido em contrato firmado com a União em 2010, durante a capitalização da empresa. Adriano Pires, diretor fundador do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), que é defensor da abertura completa do setor petróleo e da entrega dos ativos da Petrobrás, era um dos que circulava pela Câmara, municiando os parlamentares a favor do projeto, denunciou a Federação.

A Federação Única dos Petroleiros disse que ajuizou nesta segunda-feira (18) uma ação no Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro, questionando a privatização das refinarias Landulpho Alves (RLAM), Abreu e Lima (RNEST), Alberto Pasqualini (REFAP) e Presidente Getúlio Vargas (REPAR), anunciada pela Petrobrás, em abril deste ano, como “oportunidades de desinvestimento referentes à alienação de sua participação em refino e logística”, nomeando os pacotes de entrega como cluster Nordeste e cluster Sul, que juntos representam quase 40% de toda a capacidade de refino do Brasil. 
- no Brasil 247

Share on Google Plus

About leiasempre

Leia Sempre

0 comentários:

Postar um comentário