AGUARDE, EM BREVE MUITAS NOVIDADES NO SEU LEIA SEMPRE

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

On 11:25:00 by leiasempre   No comments
Os números da corrida presidencial nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Pernambuco, além do Distrito Federal, mostram disparidades regionais entre os principais candidatos, aponta pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (22).
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) -que nacionalmente tem 39% das intenções de voto-  chega a 60% em Pernambuco, sua terra natal.
No cenário em que ele não disputa, contudo, Marina Silva (Rede) é a principal herdeira dos votos lulistas em Pernambuco. A ex-ministra lidera entre os pernambucanos com 18% das intenções de voto, enquanto Fernando Haddad (PT) marca apenas 3%.
Também é em Pernambuco que Jair Bolsonaro (PSL) tem seu pior resultado entre as cinco unidades da federação pesquisadas, com 10% no cenário com Lula e 12% sem Lula.
Por outro lado, no Distrito Federal, Jair Bolsonaro lidera em todos os cenários testados, inclusive o com o ex-presidente Lula candidato.
No cenário com Lula, Bolsonaro tem 27% das intenções de voto contra 23% do petista. Sem Lula, ele chega a 28% das intenções de voto e tem Marina Silva como principal adversária, com 17%.
Em São Paulo, Lula lidera com 26% das intenções de voto contra 19% de Bolsonaro e 14% de Geraldo Alckmin (PSDB). Sem o petista, Bolsonaro chega a 21% e Alckmin a 18%.
Também é em São Paulo que Fernando Haddad (PT) tem seu melhor resultado entre as cinco unidades da federação pesquisadas, com 6% das intenções de voto.
No Rio de Janeiro, Bolsonaro e a Marina Silva têm intenções de voto acima de suas médias nacionais. Ainda assim, o ex-presidente Lula lidera no estado com 31%.
Eleito deputado por cinco vezes no estado, Bolsonaro tem 28% das intenções de voto no Rio de Janeiro no cenário sem Lula e 23% no cenário com ex-presidente -em ambos os casos acima dos 22% do resultado nacional.
Já Marina registra 20% da preferência do eleitorado fluminense no cenário sem Lula e 13% quando Lula é candidato.
O Rio, por sua vez, mostra-se um problema para o tucano Geraldo Alckmin. No cenário com Lula, ele soma apenas 2%, contra 6% em todo o país. Já na pesquisa sem o petista, ele registra 4% no Rio de Janeiro, contra 9% no cenário nacional.
Entre os estados pesquisados, Minas Gerais -segundo maior em número de eleitores- é o que apresenta maior uniformidade em relação ao restante do país.
Lula tem 41% das intenções de voto contra 18% de Bolsonaro. Marina Silva tem 9%, Geraldo Alckmin tem 4% e Ciro Gomes (PDT) tem 4%. Alvaro Dias (Podemos) aparece com 2%.
Já no cenário sem Lula e com Fernando Haddad (PT), Bolsonaro lidera em Minas com 21%. Marina está em segundo com 17%, Ciro em terceiro com 9%, seguido de Alckmin (8%) e Haddad (4%).
Os índices de rejeição dos presidenciáveis também variam de acordo com o estado. O índice de rejeição de Lula chega a 51% entre os eleitores do Distrito federal e 47% em São paulo, mas fica em apenas 14% em Pernambuco.
Já Bolsonaro tem maior rejeição em Pernambuco, onde 46% dos eleitores não votariam nele de jeito nenhum. O menor índice de rejeição do candidato do PSL é no Distrito Federal, onde 34% dos eleitores não votariam nele.
Geraldo Alckmin tem maior índice de rejeição em São Paulo (29%) e o menor em Minas Gerais (22%). Já Marina é mais rejeitada em São paulo (22%) e menos no Rio (17%).
O Datafolha ouviu eleitores de 20 a 21 de agosto. A margem de erro da pesquisa, encomendada por Folha e TV Globo, é de dois pontos percentuais para mais ou menos. O levantamento foi registrado na Justiça Eleitoral sob o protocolo BR 04023/2018. O nível de confiança é de 95%.

no site Yahoo

0 comentários:

Postar um comentário