LightBlog

PESQUISA CNI APONTA LULA DISPARADO NA ESPONTÂNEA

O ex-presidente Lula recebeu hoje, na sede da Polícia Federal de Curitiba, onde está preso, a visita de dois brasileiros ilustres da música popular: Chico Buarque e Martinho da Vila.
Ambos descreveram como encontraram Lula em sua cela: determinado a concorrer nas eleições de outubro.
Chico sugeriu aos donos da mídia que insistam nos pedidos de entrevista ao ex-presidente: “Talvez a juíza (de Execuções Penais, Carolina Lebbos) diga não à Globo”, ironizou.
Também hoje, a Confederação Nacional da Indústria divulgou a pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira, que registra o desencanto do eleitorado com o pleito de 2018.
A CNI tirou o nome do ex-presidente do cenário principal. Sem Lula, Jair Bolsonaro lidera com 17%, contra 13% de Marina Silva, 8% de Ciro Gomes e 6% de Geraldo Alckmin.
Porém, quando o nome de Lula é oferecido aos eleitores, o ex-presidente lidera com 33%, contra 15% de Bolsonaro e 7% de Marina Silva.
Na espontânea, Lula também está na frente, disparado: 21% a 11% contra Bolsonaro, um dado essencial que aparece perdido no meio do press release (íntegra no pé do post).
Esse dado é essencial por que ao eleitor não é apresentada uma lista de presidenciáveis: traduz votos firmes.
Quando é incluído na pesquisa, Lula lidera em todos os estratos, menos entre os mais ricos (29% a 17% para Bolsonaro) e os que tem formação superior (22% a 20%).
Curiosamente, sempre segundo a pesquisa, os maiores herdeiros dos votos de Lula, caso ele seja impedido de concorrer, são Marina Silva (16%), Ciro Gomes (11%) e Jair Bolsonaro (7%).
Fernando Haddad, apresentado aos eleitores como alternativa ao ex-presidente em um dos cenários, registra por enquanto apenas 3%.
Share on Google Plus

About leiasempre

Leia Sempre

0 comentários:

Postar um comentário