LightBlog

PERIGO À VISTA: GENERAL MOURÃO, VICE DO CAPITÃO, AMEAÇA A DEMOCRACIA, DIZ KOTSCHO


"Num país assolado pelo trauma dos vices, irrompe no cenário a maior ameaça à democracia desta campanha eleitoral, mas parece que a nação anestesiada ainda não se deu conta disso", diz o jornalista Ricardo Kotscho. "Vice do tosco capitão Jair Bolsonaro, esse fanfarrão de extrema-direita, fora de combate desde o atentado de Juiz de Fora, o general quatro estrelas Hamilton Mourão irrompeu na campanha presidencial em seu lugar, como um tanque de guerra desgovernado, modelo 1964", afirma.
O jornalista recorda a declaração de Mourão neste semana no Instituto de Engenharia do Paraná: "Não precisa de Constituinte. Fazemos um conselho de notáveis e depois submetemos a plebiscito. Uma Constituição não precisa ser feita por eleitos pelo povo", disse o militar.
Segundo Kotscho, "pode-se imaginar quem seriam esses notáveis, a julgar pelo herói declarado da dupla Bolsonaro & Mourão: o coronel Brilhante Ustra, símbolo mór dos torturadores". "E ele continua solto, fazendo campanha em lugar de Bolsonaro, enquanto Lula mofa na cadeia em Curitiba por conta de um triplex que não é dele".
"Cadê a sociedade civil que se mobilizou em 1984 contra a ditadura e pela volta da democracia com eleições diretas para presidente da República? Aonde se esconderam a OAB, a CNBB, a ABI e todas as outras entidades que arrostaram o regime do arbítrio já em seus estertores? Por onde andam as universidades, os artistas, os sindicatos, os movimentos estudantis e sociais, as lideranças populares e dos partidos de oposição, que foram às ruas na luta pela democracia, quando os fardados ainda mandavam no país?", questiona.
- no site Brasil 247


Share on Google Plus

About leiasempre

Leia Sempre

0 comentários:

Postar um comentário