CID BATE-BOCA COM MILITANTES DO PT E É HOSTILIZADO


Com a presença do governador Camilo Santana e do senador eleito Cid Gomes, aconteceu na noite desta segunda-feira (15), no Marina Park, um ato em apoio a candidatura de Fernando Haddad (PT) que disputa o segundo turno da eleição presidencial com Jair Bolsonaro (PSL). Mas o que deveria ser dia de festa acabou sendo de constrangimento, devido a saia justa enfrentada pelo ex-governador Cid Gomes, que ao defender a mea culpa do PT, acabou vaiado pela militância.
Para Cid, se o PT não fizer a mea culpa, será bem feito se perder a eleição. Isso foi o bastante para que alguns petistas presentes reagissem com vaias. Cid acabou batendo boca com um militante o chamando de “Babaca! Babaca! Isso é o PT, e o PT desse jeito merece perder, pra rimar, só pra rimar. Babaca, vai perder a eleição. É isso aí, é esse sentimento que vai perder a eleição”, retrucou.
A saia justa aconteceu logo no início da atividade, pois Cid Gomes foi o primeiro a se pronunciar. “Eu conheço o Haddad, é uma boa pessoa, tenho zero problemas de votar no Haddad, é uma boa pessoa, mas fica algum companheiro do PT que me suceda aqui na fala, se quiser dar um exemplo para o País, tem que fazer um mea culpa, tem que pedir desculpas, tem que ter humildade de reconhecer que fizeram muita besteira”, declarou.
O governador Camilo Santana (PT) bem que tentou pôr panos quentes, afirmando que concordava com parte da fala dele, mas que não era hora de discutir o PT. Após o evento que não durou mais que 20 minutos, Cid na saída foi encurralado por petistas que jogaram faixas nele.  Houve um início de tumulto entre pedetistas e petistas.
Camilo organizou a programação de olho nos eleitores de Ciro Gomes, mas o acirramento deve afastar ainda mais os Ferreira Gomes do palanque de Haddad.

Share on Google Plus

About leiasempre

Leia Sempre

0 comentários:

Postar um comentário