LightBlog

HADDAD SOBE E DIMINUI CHANCES DE VITÓRIA DE BOLSONARO NO PRIMEIRO TURNO; NO SEGUNDO, PETISTA ABRE DOIS PONTOS DE VANTAGEM, DIZ IBOPE


Ibope divulgou na noite desta quarta-feira (3) mais uma rodada de pesquisa para Presidência da República. Desta vez, o percentual de votos válidos também está visível — isto é, o percentual dos candidatos quando se excluem votos brancos, nulos e indecisos.
Jair Bolsonaro (PSL) continua na frente; ele tinha 31% e agora aparece com 32% das intenções de voto. Atrás dele, em 2º lugar isolado, está Fernando Haddad (PT), que subiu de 21% para 23%.
Ciro Gomes (PDT) oscilou para baixo: de 11% para 10%. Geraldo Alckmin (PSDB) teve oscilação semelhante, de 8% para 7%.
Marina Silva (Rede) continua com 4%.
A seguir, está o detalhamento dos dados com a mudança em relação à última sondagem entre parênteses:
Jair Bolsonaro32% (+1)
Fernando Haddad23% (+2)
Ciro Gomes10% (-1)
Geraldo Alckmin7% (-1)
Marina Silva4% (=)
João Amoêdo2% (-1)
Henrique Meirelles2% (=)
Alvaro Dias1% (-1)
Cabo Daciolo1% (=)
Guilherme Boulos (PSol), Vera Lúcia (PSTU), João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) não pontuaram.
Brancos e nulos eram 12% e agora são 11%. Há 2 dias, eram 5% de indecisos; agora, são 6%.
as simulações de segundo turno, Haddad voltou a vencer Bolsonaro, por 43% a 41%, embora dentro da margem de erro, diferente do último Ibope, divulgado na segunda. Bolsonaro também perde para Ciro Gomes (46% a 39%) e empata tecnicamente com Alckmin (41% a 40%) e com Marina Silva (43% a 39%).
A rejeição ao petista caiu de 38% para 37%, enquanto a de Bolsonaro caiu de 44% para 42%.
Quando se excluem votos brancos, nulos e indecisos, o total de votos válidos é o seguinte. Jair Bolsonaro tem 38%; Haddad, 28%; Ciro, 12%; Alckmin, 8%; e Marina, 4%.
O Ibope ouviu 3.010 eleitores, entre os dias 1º e 2 de outubro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada sob o protocolo BR-08245/2018.

Share on Google Plus

About leiasempre

Leia Sempre

0 comentários:

Postar um comentário