UNIVERSITÁRIOS SÃO VÍTIMAS DE DISCURSO DE ÓDIO EM PESQUISA ACADÊMICA EM JUAZEIRO


Circulou nas redes sociais na última terça-feira (23), um material de pesquisa acadêmica em que alunos do primeiro semestre do curso de Biomedicina do Centro Universitário Dr. Leão Sampaio, em Juazeiro do Norte, aplicaram aos demais acadêmicos. Alguns alunos que responderam ao questionário praticaram discurso discriminatório contra o conteúdo.
No material, os universitários do curso fizeram um questionário com a temática sobre questões de gênero, afim de obter a opinião dos demais alunos sobre tais questões para um trabalho. Nas folhas, distribuídas aos alunos no campus onde funciona o curso, exisitia perguntas do tipo “Como você vê a questão de identidade de gênero?” e “Sobre o uso dos banheiros públicos, você acha que o banheiro para transexuais e travestis devem ser separados?”, todas com respostas de múltipla escolha.
Ao recolherem o material, a equipe que o aplicou identificou mensagens em apologia ao candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL), com dizeres “B17”, “Bolsonaro ta chegando p/ mata viado” ou “Vamos matar viado”.
A coordenação do curso de Biomedicina da Unileão lamentou o fato, e por meio da assessoria de comunicação do centro universitário divulgou nota sobre o ocorrido:
O Centro Universitário Dr. Leão Sampaio lamenta o fato ocorrido com os alunos do primeiro semestre, do curso de Biomedicina, em virtude de uma atividade de pesquisa acadêmica. Como Instituição de Ensino Superior, a Unileão compreende que a educação é o melhor caminho para a formação de uma sociedade justa e igualitária.
Em toda a sua história, tem atuado na formação de milhares de profissionais pautados em uma formação ética e humana, com compromisso com o bem-estar coletivo, sempre atentos às mudanças, avanços e conquistas sociais do mundo contemporâneo.
Entre os valores da Instituição está a busca pela justiça, verdade, igualdade de oportunidades e o respeito ao pluralismo e à diversidade nas suas mais variadas formas.
Em face disso, a Unileão informa que teve ciência do ocorrido na manhã de hoje, 23.10.2018, por meio das redes sociais, acerca de inapropriada manifestação escrita, durante uma atividade do curso de Biomedicina e reitera, veementemente, seu repúdio a todo e qualquer discurso discriminatório.

- no portal Badalo 
Share on Google Plus

About leiasempre

Leia Sempre

0 comentários:

Postar um comentário