POLÍCIA COMETEU UM EM CADA 4 ASSASSINATOS DE JOVENS


A cada quatro jovens assassinados no Estado do Rio em 2017, um foi morto pela polícia. A conclusão é do Dossiê Criança e Adolescente 2018, elaborado pelo Instituto de Segurança Pública (ISP). Responsáveis pelo levantamento, os pesquisadores Luciano de Lima Gonçalves e Flávia Vastano partiram de um universo de 636 crianças e adolescentes até 18 anos que foram vítimas de homicídios dolosos, latrocínios (roubos seguidos de mortes), lesões corporais seguidas de mortes ou homicídios decorrentes de intervenção legal. Do total, afirma o estudo, 174 foram mortos por policiais em serviço, que alegaram, na delegacia, terem atuado em legítima defesa.
Para chegar aos números, os pesquisadores do ISP compilaram dados da Polícia Civil e do Sistema Único de Saúde (SUS). Ao usar as duas bases, o dossiê conseguiu recuperar, com precisão, a idade das vítimas. Os pesquisadores também geolocalizaram cada um dos casos e concluíram que regiões próximas a grandes complexos de favelas na Região Metropolitana concentram o maior número de assassinatos de crianças e adolescentes. Os complexos do Chapadão, da Pedreira, da Maré e do Alemão estão entre as áreas com mais ocorrências.


Share on Google Plus

About leiasempre

Leia Sempre

0 comentários:

Postar um comentário