REINALDO: ATÉ MORO SE QUESTIONA SE NÃO FOI LONGE DEMAIS


O jornalista Reinaldo Azevedo repercutiu declaração do ex-juiz Sérgio Moro, futuro ministro da Justiça, que afirmou em seminário em Madri que chegou a se questionar se não havia ido longe demais na operação Lava Jato.

"Durante estes quatro anos [de atuação na Lava Jato], me perguntei se não tinha ido longe demais na aplicação da lei, se o sistema político não iria revidar. Esse caso ia chegar ao fim, e era preciso que gerasse mudanças institucionais. Me senti tentado pela possibilidade de fazer algo mais significativo, não pela posição de poder", disse Moro. 
Reinaldo a responde: "Até Moro se perguntou se não tinha ido longe demais... Seu adoradores na imprensa jamais se fizeram essa pergunta, não é mesmo? Com raras exceções, é claro! Ah, sim, respondo à sua angústia: foi, sim! Mais de uma vez, ignorou a lei sob o pretexto de aplicar a lei. Mas chegou lá e, hoje, é um dos vice-reis do Brasil."
"O ex-juiz não explicou o que seria 'ir longe demais na aplicação da lei'. Como as palavras fazem sentido, 'ir longe demais' significa o que significa: ignorar a própria lei sob o pretexto de aplicá-la. Como se nota, até ele próprio tem essa desconfiança. E, mais uma vez, fica claro que o agora político Sérgio Moro vê a políticas pelas lentes das desconfiança, com olhos de adversário — menos, claro!, quando se trata de falar de seu chefe, Jair Bolsonaro, em que enxerga um democrata exemplar", acrescenta o jornalista em seu blog
(no site Brasil)
Share on Google Plus

About leiasempre

Leia Sempre

0 comentários:

Postar um comentário