PRESIDENTE DA CÂMARA DE CARIRIAÇU LEVA TÍTULO DE VEREADOR MEQUETREFE

Sobe a tensão política em Caririaçu. Um grupo de whatsapp sediado na cidade, votou entre seus participantes a concessão de um título bem polêmico, o de “vereador mequetrefe”. Exclusivo do Legislativo, o primeiro agraciado foi o presidente da Câmara, vereador Zé Irlando (PT), que qualificou a situação como “palhaçada”.

Outros vereadores lembrados na votação foram Walter Lustosa, Acácio Leite, Onasses Viana, Rinaldo Freitas e Marcos Araújo. Ousados, os integrantes do grupo foram à Câmara nessa quarta-feira, 13, para entregar o certificado ao presidente Zé Irlando.

Além de não receber, o presidente foi à Delegacia local, onde registrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) contra o organizador do grupo, o professor João Paulo Leite. O grupo, que se chapa “Eleições Municipais 2020”, tem 257 participantes e promete muita polêmica até a eleição.

(Com informações do site Miséria).




Nosso comentário
Realmente o vereador ficou comum grande raiva. o adjetivo mequetrefe tem algumas definições e serve para definir uma pessoa como intrometida, ou trapaceira ou sem importância. O vereador fez um TCO e promete que não vai aceitar esse tipo de atitude. A temperatura política em Caririaçu aumenta mas é preciso que os lados na disputa tenham calma.

Eis algumas definições do adjetivo:


Indivíduo intrometido

Mequetrefe é o nome dado ao indivíduo intrometido que tem tendência a dar a sua opinião em assuntos que não lhe dizem respeito. Neste sentido, o mequetrefe é uma pessoa inconveniente com o mesmo significado popularmente atribuído ao abelhudo ou ao enxerido.

Indivíduo trapaceiro

Nesta situação, o mequetrefe é um trapaceiro que vive enganando as pessoas. Neste mesmo sentido, o mequetrefe é aquele indivíduo no qual todos os seguintes adjetivos se encaixam: sem caráter, mentiroso, malandro, biltre, canalha, intrujão, traste ou velhaco.

Indivíduo sem importância

Neste caso, o significado de mequetrefe alude ao popular “joão-ninguém”. É um sujeito sem nenhum prestígio social, sem nenhuma importância, ou seja, um indivíduo inútil para a sociedade.

Etimologia

A palavra tem origem controversa havendo quem defenda a sua origem do inglês make trifle (fazer coisas sem importância, sem valor); do árabe mogatref (sujeito petulante ou atrevido); ou até mesmo do português meco (indivíduo, sujeito) + trefo, trefe ou trêfego (enganador, astuto).
(fonte: site Significados)
Share on Google Plus

About leiasempre

Leia Sempre

0 comentários:

Postar um comentário