MAIORIA DA POPULAÇÃO DEFENDE QUE GOLPE MILITAR SEJA DESPREZADO, DIZ PESQUISA

A maioria da população brasileira não apoia comemorações relativas ao golpe militar. A conclusão é de pesquisa do Instituto Datafolha divulgada pelo jornal Folha de São Paulo deste sábado, 6. 
Segundo o levantamento do Datafolha, para a maior parte dos entrevistados (57%), o 31 de março de 1964 deve ser desprezado. Já os que acham que a data merece sim comemorações somam 36%. E 7% dos entrevistados não souberam ou não quiseram responder.
O debate sobre comemorar ou não a data se seguiu à determinação do presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao Ministério da Defesa para que fossem feitas "comemorações devidas" no País em referência à data, que completou 55 anos.
O levantamento do Datafolha mostrou que os que apoiam o desprezo ao golpe são, em sua maioria, jovens, escolarizados e ricos. Conforme o instituto, a maioria dos evangélicos também rejeita as comemorações do início da ditadura militar.
O Datafolha entrevistou 2.086 pessoas entre as últimas terça, 2, e quarta-feiras, 3, em 130 cidades brasileiras.
(jornal O Povo)
Share on Google Plus

About leiasempre

Leia Sempre

0 comentários:

Postar um comentário