Bolsonaro defende "meter o chumbo" em caso de invasão

 O presidente da República, Jair Bolsonaro, durante cerimônia de assinatura de um decreto que facilita o acesso a munição e o transporte de armas de fogo para atiradores esportivos, caçadores e colecionadores, no Palácio do Planalto, em BrasíliaAo defender o decreto de porte de armas assinado na última semana, o presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer que está apenas atendendo a vontade popular e respeitando o direito legítimo de defesa pessoal do cidadão."Eu, por exemplo, como homem, tenho que defender a minha mulher. Sei que se um homem entrar na minha casa, é para barbarizar, então é para meter chumbo mesmo", defendeu ele, durante participação no programa Domingo Esportivo, da Rádio Bandeirantes. "Se alguém entrar na sua casa, tem que descarregar nele", aconselhou.
Share on Google Plus

About Noticias

Leia Sempre

0 comentários:

Postar um comentário