Justiça indispõe R$ 240 mil de prefeito de Iguatu por abuso de contratações temporárias

A Justiça determinou o bloqueio de R$ 240 mil em bens do prefeito de Iguatu, Ednaldo Lavor Couras, devido abuso de contratações temporárias no município. A decisão foi divulgada nesta segunda-feira (29).
O Ministério Público do Ceará (MPCE) informou que o valor foi indisponível conforme decisão proferida em ação civil pública por improbidade administrativa.
Além disso, a Justiça determinou a redução drástica do número de contratados temporários do município e a abertura imediata de processo licitatório para seleção de empresa para organizar concurso público.
A prefeitura de Iguatu tem 30 dias para apresentar justificativa para as contratações mantidas. O prefeito Ednaldo ainda não se manifestou sobre as decisões judiciais.
Com base em dados do Portal Transparência, o MPCE informou que havia, em 2017, havia 656 contratos temporários. No ano seguinte, 926 em 2018, e a 1.394, em 2019. O aumento foi de 112% em contratações.

# no Ceará News 7
Justiça indispõe R$ 240 mil de prefeito de Iguatu por abuso de contratações temporárias Justiça indispõe R$ 240 mil de prefeito de Iguatu por abuso de contratações temporárias Reviewed by leiasempre on 05:34:00 Rating: 5

Nenhum comentário