Pós-quadra chuvosa no CE supera média de igual período de 2018

Após o quadrimestre de fevereiro a maio, a conhecida quadra chuvosa no Estado - que foi, em 2019, a terceira melhor em 20 anos -, grande parte dos cearenses ainda foi surpreendida por mais água caindo do céu nos meses de junho e julho. A "ressaca" da quadra foi, inclusive, melhor que a do ano passado e supera também a média histórica do bimestre. No entanto, o prognóstico para os próximos meses não é tão positivo, de acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).
A previsão climática para o trimestre julho-agosto-setembro para o Ceará - e o Nordeste como um todo - indica comportamento climatológico "com igual probabilidade de ocorrência de precipitação para as três categorias": abaixo, dentro ou acima da média. Ou seja, há um empate de 33,3% entre cada uma. O levantamento não surpreende, já que, historicamente, há pouca ocorrência de chuvas no segundo semestre.
Em agosto, por exemplo, a média histórica é de apenas 4,9 mm, conforme o Calendário das Chuvas da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Em setembro, ela despenca para minguados 2,2 mm. A ausência de chuvas também deve impactar nas temperaturas, cuja maior probabilidade de ocorrência fica "entre as faixas normal a acima da normal climatológica", segundo o Inpe. A Funceme não possui prognóstico de longo prazo para o segundo semestre.
# no Diário do Nordeste
Pós-quadra chuvosa no CE supera média de igual período de 2018 Pós-quadra chuvosa no CE supera média de igual período de 2018 Reviewed by leiasempre on 05:16:00 Rating: 5

Nenhum comentário