A ideologia de Bolsonaro é destruir o Brasil como nação


A manchete correta para esse texto deveria ser “A ideologia de Bolsonaro, Moro, Witzel e da elite brasileira é matar o povo pobre brasileiro”, mas o tamanho não dá.

Mas é isso o que queremos dizer.

Todas as políticas feitas até agora, as relevantes, dos governos de Bolsonaro , Witzel e grande parte dos governadores como Zema em Minas Gerais servem para tirar direitos da população trabalhadora, diminuir as chances do trabalhador se aposentar, incentivar o desmatamento da Amazônia, a morte de ativistas em defesa da reforma agrária, e, de forma especial no Rio de Janeiro, (mas de forma geral no Brasil) atirar e matar os pobres, negros, trabalhadores e povo da periferia.

A política desses senhores, tenham claro, nada tem a ver com segurança pública ou porque são neoliberais, aderiram a uma cartilha econômica para diminuir o Estado etc e tal.

Nada disso.

A cartilha desse turma é o controle do povo via um forte e grotesco aparato de repressão, deixar  parte da população na miséria, retirar direitos, destruir a educação pública para que os filhos dos pobres e dos trabalhadores tenham cada vez menos e se possível nenhum acesso a ensino de qualidade.

Trata-se de uma política de genocídio feita de forma permanente e com repressão.

Isso sem falar no real controle ideológico dizendo que não há mais ideologias no Brasil.

Não é à toa que o Brasil pega fogo, a Amazônia pega fogo, crianças morrem assassinadas no Rio de janeiro, ativistas são assassinados no Norte do Brasil e Brasil afora, a miséria e a fome aumentam, as pessoas não conseguem empregos e a turba bolsonarista acorda de madrugada para divulgar nas redes sociais que o Brasil melhorou.
Uma hora, muita gente dessa turma também se encontrará com o que ela prega.

O fascismo é desse jeito.

O Brasil numa profunda crise econômica e Bolsonaro falando de ideologia.

Não sou daqueles que acha que esse presidente é somente um imbecil. Pelo contrário, tudo o que Bolsonaro faz é montado, projetado, planejado.

As redes sociais, as fake news, as articulações com os barões da mídia para esconder a realidade da população, uma ostensiva campanha contra a população, marginalizando pobres, negros, mulheres, LGBt’s, trabalhadores,  sindicalistas, setores populares organizados ou qualquer um que ouse falar contra esse governo.

Se a sociedade brasileira não acordar, colocar a boca no trombone, falar, ir às ruas, e  criticar com mais força, se reunir e reivindicar nós vamos caminhar para uma ditadura em que a população será constantemente morta  nas ruas, a pobreza vai aumentar e a repressão também.

Ou achamos pouco a polícia matar mais de mil pessoas em nove meses e vermos ao mesmo tempo um monte de policiais sendo mortos.

A política desastrosa de segurança pública de Witzel e Bolsonaro atinge os policiais também.

O negócio vai piorar sim.

Bolsonaro fala de ideologia e o povo morrendo nas ruas de bala e de fome. Sem emprego, esperança ou dinheiro para comprar o mínimo.

Bolsonaro fala de ideologia e legitima o discurso de morte, vender armas para armar os ricos contra os pobres.

Morreu uma menina de 8 anos com um tiro da polícia.

E o que vemos são explicações falsas e o silêncio de Witzel, Bolsonaro e Moro.

Eles não estão uma gota preocupados com quem vem morrendo.

Bolsonaro fala de ideologia e patriotismo e vende a preço de banana nossas estatais para estrangeiros.

A turma da “nova política” do Bolsonaro é a turma de destruição.

Se a sociedade organizada, se o pensamento do real cidadão comum brasileiro de termos uma democracia plena com menos desigualdade não surgir no horizonte, seremos destruídos como projeto de nação soberana, próspera e democrática.

O que temos visto nesses últimos 9 meses é o resultado da destruição da política colocando no lugar fascistas pessoas que não tem compromisso nenhum com a democracia, a República e a população pobre que necessita de ações do Estado.

Fascistas que querem ver o circo pegar fogo.

Com o povo brasileiro dentro do circo.

# por Tarso Araújo, editor do Leia Sempre


A ideologia de Bolsonaro é destruir o Brasil como nação A ideologia de Bolsonaro é destruir o Brasil como nação Reviewed by leiasempre on 05:41:00 Rating: 5

Nenhum comentário