Órgãos de fiscalização de olho nas prefeituras da Região do Cariri

As duas operações do Ministério Público nos municípios de Várzea Alegre e Assaré, além do pedido de afastamento de prefeitos, vice e um vereador, indicam só uma parte das investigações do órgão nas administrações municipais. Os prefeitos do Cariri podem ficar em alerta, já nos próximos dias, para pelo menos mais duas operações. Mesmo sem a revelação de quais serão os municípios na mira dos promotores, a informação é que está tudo preparado, a espera apenas de uma ordem judicial. Tensão para os gestores. A proximidade com a eleição aumenta a expectativa pela realização das operações, que comprometerão a situação política de quem vai receber os mandatos. Os próximos passos dos gestores, que sabem o que fizeram, é arrumar a casa ou preparar outro nome para disputar a eleição de 2020.

A atuação do Ministério Público do Ceará tem sido de fundamental importância para a queda de máscaras na política do Cariri. Na outra ponta da Justiça cearense, o Tribunal Regional Eleitoral também tem feito sua parte. No dia 3, o Pleno do Tribunal reformou, por cinco votos a dois, uma decisão - de primeira instância - que inocentava, por falta de provas, os prefeito de Penaforte, Agábio Sampaio; o vice-prefeito Giovanni Matias; e o vereador Wecsley Lima. Os três são acusados de abuso de poder econômico nas eleições de 2016 e, agora, tiveram seus mandatos cassados. Na lista de espera, está o prefeito de Assaré, Evanderto Almeida. A operação “Coisas de Pai”, comandada pela Procap e Polícia Civil, no dia 4, procurou provas sobre crime de peculato em contratos de aquisição de combustíveis, obras e locação de veículos. Será o próximo?

# por Madson Vagner, na Coluna Chapada, no Jornal do Cariri.
Órgãos de fiscalização de olho nas prefeituras da Região do Cariri Órgãos de fiscalização de olho nas prefeituras da Região do Cariri Reviewed by leiasempre on 05:36:00 Rating: 5

Nenhum comentário