Quase 16% das mulheres ocupadas no NE fazem serviço doméstico

O trabalho doméstico brasileiro continua sendo dominado pelas mulheres, e o cenário não é diferente no Nordeste. Segundo o relatório "Os desafios do passado no trabalho doméstico do século XXI: reflexões para o caso brasileiro a partir dos dados da Pnad Contínua", quase 16% das mulheres ocupadas na Região atuam com trabalhos domésticos. Já entre os homens, a porcentagem é consideravelmente menor, de apenas 0,8%. O estudo foi compilado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a partir de dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e são referentes a 2018.

De acordo com os técnicos do Ipea, apesar da evolução de discussão de assuntos relacionados ao direto das mulheres, algumas esferas da sociedade ainda limitam a atuação dos gêneros. "Ainda que comecem cada vez mais a ser veiculadas ideias como as de que 'o lugar da mulher é onde ela quiser', o que poderia parecer óbvio em sociedades menos segmentadas e desiguais em relação a gênero, o fato é que persistem barreiras que, por um lado, limitam a participação das mulheres em determinadas esferas e, por outro, limitam sua saída de outros espaços, como é o caso do trabalho doméstico", apontou o estudo do Ipea.

O levantamento ainda indicou que mais de três quintos dessas mulheres trabalham em serviços relacionados aos cuidados internos da casa. Os dados indicam que 78,3% realizam serviços domésticos gerais, enquanto 10,2% trabalham como cuidadoras de crianças. Entre os homens, as porcentagens são de 58,4% e 0,3%, respectivamente.

"Das ocupações exercidas por trabalhadoras domésticas, portanto, praticamente 100% se concentram entre serviços internos do ambiente doméstico. Nesse sentido, mesmo quando se trata de considerar apenas as atividades domésticas, é possível perceber a existência de uma divisão sexual do trabalho que, em alguma medida, ainda separa homens e mulheres segundo a clássica divisão do mundo público (deles) e do mundo privado (delas)", aponta o texto.

Carga horária

O Ipea também revelou que o Nordeste ficou na terceira colocação das horas trabalhadas, por semana, pelos trabalhadores domésticos, com 20,1 horas. A Região ficou atrás do Sul (20,4 horas) e do Sudeste (21,9 horas). Os homens, contudo, gastam menos tempo. "Os dados da pesquisa fazem saltar aos olhos a diferença de carga horária dedicada às mesmas atividades por homens trabalhadores domésticos, que se situaram em torno de doze horas semanais, desigualdade que é muito semelhante à encontrada na população de maneira geral", analisou o Ipea.

# no Diário do Nordeste
Quase 16% das mulheres ocupadas no NE fazem serviço doméstico Quase 16% das mulheres ocupadas no NE fazem serviço doméstico Reviewed by leiasempre on 06:20:00 Rating: 5

Nenhum comentário