Em Granjeiro, liminar derruba decisão da Câmara e reconduz Ticiano à Prefeitura

Durou menos de 24 horas a decisão da Câmara de Granjeiro que afastou o prefeito Ticiano Tomé. Atendendo a um Mandado de Segurança, o juiz Marcelo Wolney de Alencar, da Comarca de Caririaçu, expediu liminar suspendendo os efeitos da decisão do Poder Legislativo. Na decisão, expedida nesta terça-feira, 18, o juiz avalia o afastamento como inconstitucional.

Ticiano foi afastado nessa segunda-feira, 17, após duas votações que acatou pedido de cassação e decidiu pelo afastamento de 90 dias. O argumento para o afastamento foi de que Ticiano poderia atrapalhar as investigações estando no cargo. As duas votações tiveram seis votos contra três.

Ticiano Tomé foi eleito vice-prefeito na chapa de João Gregório Neto, assassinado em dezembro de 2019. Ticiano tomou posse em janeiro. Com o afastamento de Ticiano, assumiu a Prefeitura, o presidente da Câmara Municipal, Luiz Márcio Pereira, o Márcim (PMN).

Apesar do retorno ao cargo, Ticiano continuará sendo investigado por uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada pela Câmara para apurar denúncias de improbidade administrativa. Sobre a decisão judicial que recolocou Ticiano na Prefeitura, a presidência da Câmara ainda não se manifestou.

(no blog do Madson Vagner)
Em Granjeiro, liminar derruba decisão da Câmara e reconduz Ticiano à Prefeitura Em Granjeiro, liminar derruba decisão da Câmara e reconduz Ticiano à Prefeitura Reviewed by leiasempre on 06:34:00 Rating: 5

Nenhum comentário